A Igreja Matriz de Valbom voltou a encher-se para a apresentação da peça em um ato, “O Caminho da Cruz” de Henry Ghéon, traduzida pelo saudoso Monteiro de Meireles e por Rodrigues Canedo, no passado dia 10 de abril. Uma demonstração de que há público interessado e ávido de espetáculos de qualidade no nosso Concelho.

O Grupo de Teatro do FIDES, após um interregno de dez anos, proporcionou ao público presente momentos de meditação, sobre a Via Sacra, dando-nos passos ou episódios das catorze tradicionais estações da Sua caminhada desde o Pretório até ao Sepulcro, terminando com a Ressurreição.

O tema do Homem justo que se deixou morrer e crucificar para a salvação dos homens, vive no imaginário de todos nós… foi protagonizado por um elenco composto por doze atores, alguns dos quais com raízes no FIDES, e que já o tinham representado em 1992 e 2005.

Há que deixar um louvor a quem teve a coragem de, dez anos depois,  reatar as duas pontas: Fernando Silva, Margarida Vieira, Marília Ferreira e António Vieira.

E assim, o Teatro no FIDES vive novamente… iniciando-se um novo ciclo que se espera que seja de congregação de sinergias e, consequentemente, da criação de públicos e de exercícios de cidadania adequados de ligação entre a prática artística e a comunidade.